Maré

Por:

Fases. Antigos amores, velhos padrões de comportamento, imagens construídas de nós mesmos. Fases da lua, de carnaval, fase de mau-humor, fase da infância. Há também fases de vida. Só dei conta da existência delas, de verdade mesmo, há pouco. Antes, pensava que iria ser eterno, ou simplesmente não pensava. Quer dizer, pensava sim, mas não desse jeito. Lembro quando minha filha era pequena e acordava muito à noite. Eu dormia mal e estava sempre cansada. Morei fora do país, tinha saudades e elas duravam tanto. Quando eu fazia universidade, estudava bastante, mas, não tinha essa responsabilidade. E achava que iria ser sempre assim. Mas não é não. Tudo passa, tem seu tempo. Vem e vai. É bom aproveitar aquilo que se está vivendo, sabendo que, um dia, cedo ou tarde, também vai acabar. Aí, começará uma nova fase. “Minha jangada vai sair pro mar, vou navegar, meu bem querer...”

Tânia Liporoni
Advogada e autora de Parceria de Um e Pega-me. Membro da Academia Francana de Letras

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras