O olhar

Por: Tânia Liporoni

Os olhos não mentem. É poético falar dos olhos. Romântico usá-los em citações, bonito mencioná-los. Dóceis ou agressivos, medrosos ou apaixonados, sempre terão algum significado. Personagens possuem olhos assim e através deles pode-se ver a alma, a intenção, o sentimento, a verdade da ação. Sem falar das pessoas, personagens reais que desempenham papéis e acreditam naquele sentido. Entretanto, há limite para os olhos. Eles, apesar de estarem expostos, raramente vêem o que está de fora e sim, enxergam com aquilo que vem de dentro. Vê-se não o que se quer e sim o que se pode ver. Cada um faz o que é possível para enxergar a vida. E, isso nem sempre é a mais fiel das formas.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras