Admirável

Por: Karina Gera

Seu canto é áspero, grunhido; gritado; som tremido, um vôo selvagem, plano e comprido, de galho em galho como um herbívoro faminto. Aterrissa no topo da árvore e de longe se vê seu bico colorido, lindo! Sempre em casais sobrevoam árvores a espreita de um alimento vivo. Sua dieta também necessita de proteína, na lei da selva o que vale é sobreviver, caçar outros animais, insetos e até ovos de outras aves. Isso é crucial para a permanência da espécie, as mamães tucanas agradecem. O macho sai à caça e a fêmea fica no ninho cuidando dos filhotes, a dona tucana não é feminista, espera em casa que seu marido retorne com o alimento do dia, tucanos são monogâmicos e possuem uma vida pacata, tranqüila e livre. A vida dos tucanos é admirável. São aves belíssimas e objeto de desejo de colecionadores, caçadores e predadores. Tucanos estão em extinção, porque presos deixam de cumprir com sua função biológica, deixam de sobrevoar as matas, deixam de propagar sua beleza para todos e passam a pertencer ao deleite de alguns. Aprisionar, encarcerar, entocar, prender é matar aos poucos. Tirar o direito de uma ave de voar é como tirar o direito do homem de respirar. Crime este que não há reclamantes para se queixar, quando desaparecem quem por elas irá clamar? Grunhido longínquo quem poderá escutar? O canto tão belo foi trancafiado, o vôo ficou com ele guardado e as cortinas do espetáculo se fecharam antes mesmo de ele terminar.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras