Praia de Saudade

Por: Hélio França

(Centenário póstumo -
Josaphat Guimarães França )


Ainda que pertencesses a esta vida,
e já serias centenário ... Mas,
quase cedo, escolheste aquela paz
da tua própria alma preferida.

A despeito do tempo que já faz,
tua imagem foi jamais perdida,
ficou em nós, vivendo difundida
em nosso coração-mar onde estás !

O sangue do teu sangue continua
em cada onda desse amor filial,
sem que nada em nosso peito o destrua.

E pelo pai que foste, este mar invade
os nossos olhos como água e o sal
de uma infinita praia de saudade !...

De Josaphat para
Getúlio França em 1976
De Elisabete e Hélio
para Josaphat em 2012

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras