Fases de um casamento

Por: Cláudia Castro

Outro dia me peguei pensando no quanto utilitário seria poder descrever, em detalhes, diga-se de passagem, as incríveis fases de um casamento. Não aqueles enlaces matrimoniais tradicionais, os famosos “felizes para sempre”, mas aqueles casamentos reais, os quais até Deus duvida que possa existir. Então passeia a mão em caneta e papel e comecei:

“são cinco as principais fases de um casamento”

1ª fase: a satisfação, vejamos, a pessoa se prepara para o grande dia, festa, convidados, muitos presentes, muita alegria, eu te amo, eu também...

2ª fase: a decepção, essa por sua vez nem demora muito pra chegar, chega junto com as contas a pagar, os parentes que até a pouco eram futuros membros da família, e ai vêm os filhos...

3ª fase: não menos importante, ela pode ser chamada de revolta, enquanto um está em casa cuidando do bom funcionamento do “lar”, zelando pela educação das crianças, depois de um cansativo e turbulento dia de trabalho, a outra pessoa foi espairecer junto aos colegas de trabalho, pois o dia foi árduo...

4ª fase: a rejeição, “será que não sou tão...”, qualquer coisa, é a hora de se considerar o zero da esquerda, aquele sabe, “não serve, praticamente, pra nada”, dane-se o mundo, dane-se tudo, já era...

5ª fase: essa sim vale a pena... é chegada a hora de tomar uma providência, busca-se Deus, pois uma religião sempre ajuda nessas horas, terapias de casais, convivência com casais que “dão” certo, livros de auto ajuda, um muito bom é o Prova de Fogo, baseado naquele filme homônimo, e tantos outros que no mercado estão repletos. Ai parece que começa a surtir efeito e as coisas recomeçam...

1ª fase: a satisfação, hum! parece que realmente agora vai, recomeçar, essa é a ordem, de onde não deveríamos ter saído, eu te amo, eu muito mais...

2ª fase: a decepção, agora ela vem com todo gás, com força total, pois além de todas as coisas insuportáveis já existentes vem também o famoso “perdi meu tempo, investi na coisa errada”...

3ª fase: a revolta...

Pois é... não adianta são apenas cinco fases, para que ficar reinventando...

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras