Volver

Por: Tânia Liporoni

Heráclito disse que o mesmo homem não se banha novamente no mesmo rio: nem a pessoa é igual e nem as águas serão as mesmas. Tudo muda. Pergunto: é possível voltar para casa? Existe uma casa? Há um lugar da infância que traz memórias e registra um tempo. Mas, isso não é físico, fica lá, guardado nos afetos. Voltar para casa ou à cidade de infância, não é possível. A cidade já não é aquela e nem a pessoa é a mesma. As lembranças da infância e adolescência são as que ficam presentes, delineadas, facilmente identificáveis. O futuro é passageiro. Há uma nostalgia tendente a fazer pensar que, naquela época, coisas eram bem feitas e calmas. Colocar o pé aqui, no real, é trabalhoso, às vezes. As dificuldades, muitas delas existentes desde a infância, não permitem. Ainda assim, há algo que não sai da cabeça: escrevo para voltar para casa.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras