Céu de abril

Por: Zelita Verzola

“Claridade ímpar nas manhãs. Escuro mais escuro nas noites outonais. Este enseja reflexão, aquela, clareza. Olho o céu de abril. Sob o manto estrelado percebo necessidade de satisfazer menos alheias expectativas. Na luz diáfana, mais paz no coração.”
 
 
Zelita Verzola, professora

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras