O papai é pop ( e a mamãe é rock)

Por:

329844

O papai é pop está de volta. Marcos Piangers vai colocar você no banco de trás do carro, ao lado das filhas Anita e Aurora, para contar novas histórias – algumas comoventes, algumas divertidas e outras talvez um pouco nojentas – sobre essa coisa absolutamente comum e extraordinária que é ter um filho. O papai é pop 2  já chegou às livrarias, pela Belas-Letras.

O livro já começa “em família”. Curiosamente, quem apresenta Marcos Piangers nesta segunda edição é a própria mãe do autor. Ele não sabia quem era o próprio pai até o lançamento do seu livro no ano passado – era filho de mãe solteira. “Queria que meus pais pudessem ver a pequena revolução que o livro do Marcos causou. Esses dias, em um restaurante, a garçonete veio me dizer como o livro mudou a vida do irmão, que deixou de ser um pai ausente para participar da vida do filho. Todos  os dias recebemos mensagens de carinho, de mães que se identificam com a minha história, de pais que decidiram ser mais presentes por causa do livro. Queria que meus pais pudessem ver tudo isso.”, escreve Eloisa Piangers. A frase é apenas uma amostra da repercussão do primeiro livro, publicado em 2015.
O papai é pop firmou Piangers como porta-voz da figura de um pai mais participativo. O primeiro livro vendeu mais de 75 mil exemplares, ficou por seis semanas na lista de best-sellers da revista Veja, teve e-book traduzido para o inglês (Dad is cool) e direitos vendidos para Espanha e Portugal.
Com uma ajudinha da realidade aumentada,  que proporciona uma experiência que salta da capa do livro para a tela do celular, O papai é pop 2 defende de forma leve e sincera que abrir mão de tudo em nome dos filhos vale a pena. Junto com O papai é pop 2, a editora está lançando, ao outro lado da família pop, o livro A mamãe é rock, narrado pela esposa de Piangers, a jornalista Ana Cardoso.
Marco Piangers é jornalista e dá palestras por todo o Brasil sobre as mudanças tecnológicas e as relações familiares. É repórter do programa Encontro com Fátima Bernardes, na Rede Globo, e trabalha com comunicação e plataformas digitais desde 2001. Nascido em Florianópolis, em 2006 se mudou para Porto Alegre, de onde participa do programa Pretinho Básico, um fenômeno de audiência. 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras