Para quando você crescer

Por: Isabel Fogaça

339323

; então, enquanto você estiver dentro da barriga, sua mamãe vai ler para você. Eu e sua mãe trabalhamos juntas e até dividimos a mesma mesa na empresa.  Na época, seus pais ainda eram namorados, e ele, muito apaixonado, sempre enviava flores e cartões.

Alguns anos depois seus pais se casaram, e eu estava lá. Sua mãe era uma noiva linda e elegante, e seu pai, para variar, um noivo apaixonado. Desde que conheci os dois, seu pai vive dando beijos na testa e ajeitando o cabelo de sua mãe, de uma forma que demonstra muito carinho. Naquele dia, sua vovó levou sua mãe até o altar, elas estavam muito emocionadas, e assistir todo aquele amor sendo zelado dentro daquele ritual, deixou meu coração feliz, de uma forma que pude pensar que o ser humano é bom, e que amor é o remédio mais puro para o que existe de triste na humanidade. A festa do casamento estava muito divertida, e talvez um dia sua mãe lhe conte como eu peguei o buquê.
 
Antes de você pensar em estar aí dentro da barriga, eu sonhei que sua mãe teria um neném. Então, imediatamente mandei uma mensagem no celular dela falando que o sonho era muito real. E por mais improvável que pareça, dias depois ela me ligou para contar que estava grávida do seu irmãozinho. Foram dias de intensa felicidade, eu comprei um sapatinho verde porque é a minha cor favorita, e seu pai, sem ver o presente, comprou uma roupinha da mesma cor.
Algumas coisas nós não entendemos porque acontecem, apenas sentimos uma imensa vontade de doar um pouco de nós. Sua mãe e eu ficamos muito mais amigas neste período. Antes mesmo de conhecer o mundo, seu irmãozinho virou nosso anjo da guarda e foi cuidar de nós lá do céu.
A primeira vez que escrevi neste jornal dediquei meu texto ao seu irmãozinho. Sua mãe me ajudou muito neste período, talvez ela te conte que foi ela quem me motivou a enviar meu primeiro texto a ser publicado, e isso sempre vai ser muito importante para mim. Hoje, pela última vez antes de viajar de Franca, vi seus pais juntos, e seu pai beijou a testa da sua mãe com o mesmo carinho. 
 
Daqui a poucas semanas você também estará do lado de fora. Toquei muitas vezes em você hoje, com cuidado e com carinho pela sua mãe, pelo seu pai, e por quem você será e representará aqui fora. Você não faz ideia como eles querem você bem, o quanto  te amam e o quanto vocês três serão felizes juntos. Essa certeza me conforta para que eu possa partir, mas volto em breve para o seu batizado.
 
Um beijo de sua tia que já te ama,
Bel.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras