Impor a presença

Por: Zelita Verzola

352201

Diante da invasão de privacidade que avança de forma alarmante sobre o mundo moderno, vem-me à mente um episódio passado mas não remoto. Minha amiga Níobe, mulher batalhadora e de invejável gentileza, certa vez, mostrando-me uma foto sua, disse que teve vontade de enviá-la a uns parentes que há tempos não via. E que entretanto não o fez. A intenção e o retrato me pareceram tão pertinentes que quis saber o porquê. “ Achei que poderia estar impondo minha presença.” Ah! Como a vida atual se beneficiaria com mais mulheres e homens conscientes como Níobe!

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras