Lembre-se

Por: Angela Gasparetto

354204
Lembre-se, você não tem culpa pelas decisões equivocadas do outro, quando você se esforçou ao máximo em apoiá-lo;
 
Você não tem culpa pelas portas que se fecharam para você ou pelas palavras inadvertidas que te disseram, quando você só queria explicar o porquê daquela situação, a qual considerava tão injusta;
 
Lembre-se, você não tem culpa pela rasteira que te deram, pelo cargo que perdeu, depois de ter batalhado tanto por aquela oportunidade;
 
Não tem culpa por ter amado tanto, se doado tanto, tecido seus sonhos e percebido depois que deu pérolas aos porcos, porque o outro é incapaz de enxergar e receber amor;
 
Lembre-se, você não tem culpa quando um filho lhe vira as costas, diz que te odeia e neste momento seu coração sangra de amor e dor, sabendo que morreria mil vidas por ele;
 
Você não tem culpa quando opta por viver só ou por ter mais liberdade, quando percebe que te aprisionam em gaiolas fantasiadas de bem querer;
 
Lembre-se que você não tem culpa quando o outro te manipula, te rodeia com falsos elogios, te convence com falsas verdades e depois te abandona, ou pior, finge que é você a equivocada naquela situação;
 
Você não tem culpa de ser quem é, bem intencionada, ou de ser o espelho que reflete o outro, aquele outro que se vê neste espelho e que por ventura em algum momento acha que pode transferir para você as ações que não são suas. 
 
Então, lembre-se de se amar e se respeitar, todos os dias e sempre.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras