Diário de bordo

Por:

O grito rouco do navio corta o crepúsculo de verão
Dizendo o momento que o Tempo guardou
E em que me aguardou paciente.

A hora certa oferece minutos de sal azul e sol.

Meu ainda espantado sonho
Começa a se vestir da abismal realidade anil
E da real poesia onírica das águas.

Olhos ‘a flor da alma,
E abrindo as páginas dos meus passos
pelos passos do oceano,
Meu coração acena silêncio
Para um imenso cais de ausências
E se entrega aos braços do Atlântico.



 

Regina Helena Bastianini é fundadora do “Veredas” e professora dos “Cursos Luiz Cruz”. Poetisa, é autora de Eu e o Mundo e de Entrenós.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras