05/01/2017

Casa da mãe Joana

O servidor público Alexandre Augusto Ferreira reassumiu suas funções como veterinário da Vigilância Sanitária dia 2. No primeiro dia de serviço, brincou com os antigos coleguinhas e postou vídeo nas redes sociais, gravado no local de serviço, dizendo que estava de volta. Ninguém achou graça da brincadeira na Prefeitura. Um processo administrativo será aberto e ele deverá ser advertido para que o comportamento não sirva de mau exemplo para os demais servidores. Será, também, uma forma de avisá-lo que não é mais o prefeito. Rei morto, rei posto.
 
Alô, alô, teste: O orçamento previsto para a Câmara este ano é de R$ 13 milhões. Trocar o sistema de som do plenário custaria muito pouco e evitaria os constrangimentos que os vereadores e o prefeito passaram na solenidade de posse domingo. Os microfones não funcionaram. Carlinhos da Farmácia (PMDB) precisou falar “bom dia a todos” dez vezes para ser ouvido.

 
Filósofo: Eleito para o quinto mandato, Nirley de Souza (PP) incorporou o espírito do ex-lutador Maguila e agradeceu todo mundo no discurso de posse. Menos a mãe, dona Biluca. Falha que foi corrigida a tempo pela assessora dele. “Não é que eu estava esquecendo, mas a Izabel me lembrou.”
 
Barriga fazia: A posse dos eleitos foi longa e cansativa. Se arrastou das 10 às 16 horas. Até o vereador Kaká (PSDB) reclamou. “A falta de ar já está chegando: falta de ar, moço”.
 
Não desapegou: O ex-vereador Laercinho abriu mão do tradicional almoço de ano com a família para assistir à posse dos eleitos. Ficou dentro do plenário. Escolheu o modelito cor de rosa.
 
Feliz ano velho: Os novos parlamentares tomaram posse dia 1º, mas o site da Câmara não atualizou as informações e ainda traz no link “vereadores” a legislatura 2013/2016, entre eles, Jépy Pereira, morto há quase um ano.
 
Valeu, Bura!: Diferente dos aliados do ex-prefeito, Sérgio Buranelli não tinha medo do chefe e possuía ótimo relacionamento com a imprensa. Estava com o celular sempre ligado, não se recusava a dar entrevistas e nunca reclamava das críticas que recebia. Tive a oportunidade de ser o último jornalista a entrevistá-lo na semana do Natal. No fim da conversa, falei que ele iria fazer falta. Ganhei um abraço e elogios.

Veja mais

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

0 COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.
 

Você leu , mas ainda tem á disposição gratuitos este mês. No GCN, tem sempre mais para ler.

Assine agora e tenha acesso ilimitado ao portal GCN.

JÁ É ASSINANTE? ENTRE AQUI