18/04/2017

Reforma política

Os últimos presidentes brasileiros, todos, apresentaram em suas plataformas de campanha a reforma política como ponto essencial, porém nenhum concretizou o que os cidadãos brasileiros almejam. Em 2013, após as manifestações populares, que chegou às portas do Congresso Nacional, assustando a classe política, foi prometido que a reforma política se daria através de consulta popular, um plebiscito. O tempo passou e a classe política foi “cozinhando em fogo baixo” a população, que sem perceber passou a aceitar as manobras de políticos profissionais e reformas mesmo somente aquelas que interessam aos Partidos Políticos e seus dirigentes, como é o chamado voto em lista fechada, onde a eleição passa a ser indireta, ou seja, é inconstitucional, pois a nossa Constituição prevê o voto direto.
Veja mais

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

0 COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.
 

Você leu 0, mas ainda tem á disposição gratuitos este mês. No GCN, tem sempre mais para ler.

Assine agora e tenha acesso ilimitado ao portal GCN.

JÁ É ASSINANTE? ENTRE AQUI