07/05/2017 - Reportagem de Corrêa Neves Júnior

Sinuca de bico

Foi meu pai quem me ensinou a jogar sinuca. Tinha uns dez anos e morávamos numa chácara na avenida São Vicente. Havia um bosque de eucaliptos, campo de futebol... Também tinha um salão de festas onde, no fundo, repousava majestosa uma mesa de sinuca. Toda de madeira trabalhada, pano verde, tacos e bolas lustrosas, era fonte de diversão permanente. Naquela mesa, aprendi o que significa estar numa sinuca de bico, uma situação - no jogo ou na vida - onde não importa o que você faça, são grandes as chances de que não vá funcionar. Sair de uma sinuca de bico é para poucos. Depende de habilidade, talento, firmeza e, também, de um pouco de sorte. 
Veja mais

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

0 COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.