15/05/2017

Coral Afro Francano anima Ofício Divino na Capelinha

Religiosos de várias vertentes e a comunidade negra prestigiaram na noite da última sexta mais uma edição do Ofício Divino. O destaque do ato ecumênico foi uma reflexão sobre o dia 13 de maio, data que marca a Abolição dos Escravos no Brasil. 

A celebração ocorreu no salão Santo Agostinho, na Capelinha. O ato começou com a entrada da bateria da escola de samba Ases do Ritmo, em seguida representantes das religiões conduziram ao altar a bíblia e a imagem de Nossa Senhora Aparecida. O Coral Afro Francano também deu ritmo ao culto. 
 
Pai Lauro e Pai Anselmo, representantes das religiões de matrizes africanas, reforçaram que estas celebrações são um momento importante de reflexão para cultuar o sagrado e respeitar os irmãos, independentemente de sua religiosidade. 
 
“Juntos podemos mais. Que todos nós possamos a ser pastores da esperança por meio de Jesus Cristo. O mundo precisa de paz. O mundo precisa de agentes da esperança. Temos que ser livres e promover esta liberdade em todas as direções”, disse Frei Clebson.
 
O poeta e professor Carlos de Assumpção e Vânia Soares, representante da Secretaria de Justiça do Estado de São Paulo, também participaram da celebração.
 
O ato terminou com um cortejo na praça da Capelinha ao som de tambores.

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

0 COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.