13/07/2017 - Reportagem de Agência Brasil

Reforma trabalhista: veja ponto a ponto como ficou a lei

Foto de: Agência Brasil/Divulgação

O texto aprovado altera a lei atual em vários aspectos, como férias, trabalho em casa, plano de carreira e jornada de trabalho

Aprovado depois de conturbada sessão no Senado na noite de terça-feira (11), o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2017, que trata da reforma trabalhista, altera mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), permitindo mudanças como a prevalência do acordado entre patrões e empregados sobre o legislado nas negociações trabalhistas.

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

1 COMENTÁRIO

Darsio Batista

01 de Agosto 2017

Para uma reforma que foi discutida somente com o empresariado e abençoada por um ministro que, a frente da economia, possui fortes vínculos com banqueiros, é ingênuo acreditar que ela representa as necessidades da classe trabalhadora. O discurso de que ela seria necessária para reduzir o desemprego, não passa de uma história criada para iludir o cidadão. Se a idade da CLT foi justificativa para a reforma trabalhista, o mesmo não deveria valer para o sistema político, que já nos deu provas suficientes de que alimenta a corrupção no país e atende apenas aos interesses de partidos políticos? Ocorre que por conta do sucateamento da educação, a maior parte dos jovens conclui os estudos com uma formação muito aquém da exigida pelo mercado. Ou seja, muitas vezes há o emprego, mas não existem pessoas com as qualificações requeridas. Além do mais, muitos empresários preferem investir no mercado financeiro, aproveitando-se das elevadas taxas de juros e, com isso deixando de aplicar na produção. Logo, constataremos que a reforma não somente implicará numa maior instabilidade no emprego, como também na redução de salários.

Gostei
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.