13/07/2017 - Reportagem de Priscilla Sales

Promotoria cobra beneficiários de vale-combustível irregular

Vales-combustível foram concedidos durante o governo de Belão, em 2003 e 2004

O Ministério Público do Estado, através da Promotoria de Justiça de Patrimônio Público de Franca, iniciou a cobrança de mais de 260 moradores de Restinga que foram beneficiados com vales para compra de combustível concedidos irregularmente pela Prefeitura da cidade nos anos de 2003 e 2004, quando o prefeito era Clarindo Ferracioli, Belão, já falecido.

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

1 COMENTÁRIO

Luis

13 de Julho 2017

O processo é público....a promotoria deveria divulgar os nomes dos beneficiários desse ato imoral.... infelizmente prescrito para as sanções penais.....mas seria de suma importância saber quem são, pois em uma cidade pequena como Restinga, com certeza, tem vereadores ou ex vereadores ou possíveis candidatos ao pleito....assim saberemos, ao menos, em quem não votar..

Gostei - (1 pessoa gostou)
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.