12/11/2017 - Reportagem de Nelise Luques

CASACOR FRANCA inspira decoração rápida

Foto de: Marcos Limonti

Gavetas feitas de madeira viraram hortas no Espaço de Receber da Chef

Um baú de madeira recebe mudas de plantas e leva um ar mais divertido e artístico para a Varanda Pôr do Sol. O porta copos se transforma em um inovador cabideiro e a floreira de madeira em um barzinho para taças e garrafas no Banho do Homem. Vergalhões de ferro com apoios de vidro renovam o local para colocar os vinhos na Adega. Esses são apenas alguns exemplos que os ambientes da CASACOR FRANCA trazem para quem tem vontade de renovar a casa de maneira prática e econômica. A mostra está realmente inspiradora!
 
A edição francana do evento, que chega a reta final nesta semana, revela em muitos de seus 32 ambientes que é possível transformar a casa com criatividade e novo uso a objetos que muitas vezes seriam até descartados. E há opções para todos os gostos.
 
Os arquitetos Marcelo Diniz e Mateus Finzetto e a designer de interiores Deise Pucci levaram acessórios antes usados apenas no banheiro para a cozinha e tiveram um resultado super interessante no Espaço de Receber da Chef de Cozinha. Os toalheiros têm função de varal e servem para pendurar conchas, escumadeiras, peneira e colheres, canecas, rolos de papel alumínio ou filme e o porta shampoo é suporte para vidros de temperos. “Brinco que demos novo uso para peças que antigamente moravam só dentro do banheiro. É preciso sair do lugar comum e olhar para as coisas que estão ao nosso redor de madeira diferente e criativa”, sugere Marcelo Diniz.
 
No mesmo ambiente, os profissionais aproveitaram os restos da madeira da obra para montar gavetas que foram transformadas em hortas. As caixas ganharam puxadores inovadores e uma terra especial que contém bolinhas de gel para manter a umidade de que as hortaliças e temperos precisam. As caixas estão abrigadas em uma estante de ferro e levam frescor à cozinha e a chance de ter ao alcance das mãos tudo fresquinho na hora de cozinhar. “Ficou funcional e as mudas ´pegaram´; já até colhemos”.
 
Os materiais de construção também ganharam outra utilidade na Adega, assinada por Cristina Grilo, Maísa Grilo e Monia Macedo, e na Sala de Degustação, projetada pelos arquitetos Nelson Arruda e Ricardo Ferrari. Vergalhões de ferro abrigam de maneira bastante sugestiva garrafas de vinho nos dois espaços. Na Sala de Degustação, elas também aparecem depositadas em blocos de cimento instalados na parede de entrada do ambiente. Caixas de vinhos são usadas como gavetas e a bebida ainda inspirar mais uma criação no espaço: um painel traz o mapa-múndi formado com rolhas.
 
Dá-lhe papel de parede
A arquiteta Patrícia Cillo assina a Galeria do Músico na CASACOR FRANCA, que montou em apenas quatro dias. Um dos recursos que usou e indica para quem quer mudar a cara da casa de forma rápida são os papéis de parede. Ela optou por um modelo estampado com abacaxis, para ressaltar a brasilidade no espaço, e outro com estampa jeans.
 
Como em outros ambientes da mostra, Patrícia também deu novo uso a bombonièries de cristal, usadas como vasos de plantas. “Às vezes a pessoa já tem algum objeto mal utilizado ou guardado e pode usar de forma diferente e já trazer uma mudança na decoração”.
 
O papel de parede também foi grande aliado das designers de interiores Renata Afonso e Mônica Barcellos ao criar o jardim da Escada da CASACOR. O papel, em 3D, imita pedras naturais e compõe o cenário com plantas em vasos. “Colocando o papel no lugar das pedras e os vasos, agilizamos a montagem e o jardim ficou pronto em três dias. O resultado ficou inovador”, disse Renata.
 
A Escada ainda inspira o aproveitamento de espaço de modo funcional e criativo. Na parte inferior dos degraus, o cantinho que normalmente abriga um vaso ou vira depósito para caixas, é uma saleta de leitura e descanso. A poltrona, estante com adornos e tapete dão aconchego e charme necessários. “É um espaço morto, o canto da bagunça normalmente, mas quisemos fazer um lugar para a pessoa se sentar, ler um livro e descansar”, afirma Renata.
 
A primeira edição da CASACOR FRANCA traz esses e outros projetos inspiradores. Ainda há oportunidade de visitar a mostra, que termina na próxima quarta-feira, dia 15.
 
‘São entre 110 e 120 pessoas trabalhando em conjunto todos os dias’
A realização da 1ª edição da CASACOR FRANCA contou com uma equipe especial para organizar todos os preparativos de (des)montagem da mostra. A tarefa foi designada ao arquiteto e urbanista Eriston Magrin, profissional com mais de 30 anos de experiência na área. À frente do escritório Eriston Magrin Arquitetos Associados, ele comandou todo o trabalho em parceria com os arquitetos Hermes Falcheti e Avelar Borges.
 
Como é comandar a organização operacional de uma mostra do porte da CASACOR FRANCA?
Essa está sendo a nossa primeira parceria com a CASACOR, apesar de termos outras experiências com montagem de espaços em curto espaço de tempo. É um trabalho que deve ser feito com muito rigor e austeridade, no qual ajustamos toda a equipe para trabalhar bem alinhada e manter sempre o mesmo foco. São entre 110 e 120 profissionais trabalhando em conjunto no fim da mostra.
 
Como foi decidida a logística de montagem e desmontagem?
A desmontagem será feita em apenas 15 dias. É preciso tomar cuidado para que todos os elementos possam ser retirados intactos, por isso vamos dar prioridade para a vegetação, que exige mais cuidados. Depois o mobiliário, decoração, o carro Renault. Nosso objetivo é manter todos os profissionais envolvidos dentro do cronograma, para que nada escape do previsto.
 
Falta pouco para finalizar todo o trabalho. Como avalia esta experiência?
A CASACOR FRANCA, para todos nós, é um trabalho maravilhoso. Apesar de já ter experiência de longa data em projetos operacionais, fazer a coordenação geral de mais de 30 ambientes é uma oportunidade única de aprendizado. Estamos mostrando um trabalho muito bonito da arquitetura que poucos conhecem. Ficamos nos bastidores, não aparecemos tanto. Nossa tarefa foi contribuir para que os profissionais de cada projeto se transformassem nas estrelas da mostra. Só temos a agradecer, fazer parte desta operação está sendo fantástico.
 
CASA COR FRANCA
Local: Rua da Justiça, 655, 
Parque dos Lima
Período: Até 15 de novembro
Horário: Domingo, terça e quarta, das 15h às 21h
Ingressos: R$ 40 (Inteira), R$ 20 (Meia) ou
R$ 15 para acesso ao Restaurante Mansuetto, Vila do Café e loja Casa de Cora
Para mais informações acesse o site 
www.casacor.com

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

0 COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do GCN Comunicação e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.
 
Top 5 de hoje
1