24/12/2017

O que dizer quando não há nada a dizer

“O dia que chegar, chegou 
Veja mais

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

6 COMENTÁRIOS

Rosangela Bernardes da Silva

18 de Janeiro 2018

boa tarde sou moradora de Franca .moro bem proximo ao abrigo .sei o quanto estes andarilhos faz . sei que alguns sao coitadinhos .mas outros estes mais novos que nao tem onde tirar dinheiro .entra em nossas casas com a gente dentro . Roubam nossas casas levam tudo que nos demoramos anos para conseguir sei que com esta lei ,estamos perdendo nossos direitos nossas casas nossa tranquilidade para eles precisam arrumar uma atividades para eles se manter sem que invade nossas casas . e agora este centro POP rever direitinho onde colocar porque estamos xansados todos os dias moradores chegam em casa tem uma surpressa casa revirada o pouco que tem de bens foi roubado Desculpe do desabado mas estamos cansados . . desculpe os erros de português

Gostei

Alexandre de Deus Ferreira

25 de Dezembro 2017

Esse enorme texto apenas esqueceu de lembrar que essa tragedia só foi causada por imprudência e enorme irresponsabilidade infelizmente pagaram com suas próprias vidas esse erro, antes irresponsáveis morrerem do que tira a vida de pessoas que não tem nada a ver com seus atos.

Gostei - (3 pessoas gostaram)

Fernando

25 de Dezembro 2017

O que se discute e coloca em pauta é o perfil do enfoque da notícia, obviamente existe uma mais do que justificável comoção, um sentimento de perda muito grande. Porém, devemos lembrar que não foram destacadas alguns pontos falhos dos meninos, uma tragedia que deveria alertar os pais de hoje a se desdobrar ainda mais no cuidado com os filhos. Se lembrar do enfoque dado a notícia do acidente com 5 adoslescente na av. Paulo VI, cujo motorista não veio a óbito, as críticas e juízo de valores foram maiores. Não sei se por questões financeira das famílias envolvidas ou por num acidente serem oriundas de pessoas conhecidas na cidade e no outro acidente não, seria leviano de minha parte afirmar isso, no entanto houve sim enfoque e julgamentos diferentes no mesmo perfil de tragedia. Por fim, deve existir comoção sim, dor, tristeza, porém precisamos dar o enfoque devido, precisamos orientar e trabalhar ainda melhor essa juventude, não coloco aqui a responsabilidade nos pais, de forma alguma, seria injusto. No entanto, diante de um mundo tão complicado os pais vão precisar se reinventar para tentar, de todas as formas, orientar seus filhos para não perdêlos de maneira tão triste e evitável.

Gostei - (1 pessoa gostou)

PAULO SÉRGIO VIOTO STRADIOTTI

24 de Dezembro 2017

É adrenalina é bom, eu também gosto muito da velocidade....morreram felizes...???

Gostei

marcos alberto de melo

24 de Dezembro 2017

É infelizmente não são apenas os três jovens que morreram em acidente de transito,estão morrendo todos os dias jovens, crianças,pedestres no transito e os nossos governantes federais ,estaduais e municipais,e as autoridades responsáveis não fazem nada ,mas os principais responsáveis pelos acidentes de transito são os condutores de veículos e motos,que são irresponsáveis não respeitam as sinalizações de transito passam pelo sinal vermelho,motociclistas ultrapassam pelo lado direito,não respeitam as velocidades máximas,fazem manobras arriscadas,não respeitam as faixas a lombo faixas ,ai fica difícil de evitar acidentes todos deveriam terem pelo menos amor em suas vidas propiás respeitar as vidas dos próximos assim creio que melhoraria as estatísticas de mortes e acidentes de transito ...e mais .... todos os cidadãos poderiam comemorar um natal mais feliz e fim de ano melhor .....

Gostei

Eduardo Silva

24 de Dezembro 2017

Texto corretíssimo pena que as pessoas que falaram e julgaram não lêem este tipo de matéria.

Gostei - (188 pessoas gostaram)
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.