13/03/2018

Pressão no STF

Se a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) ceder a grupo de criminalistas que articulam movimento no sentido de que a OAB peça formalmente ao STF (Supremo Tribunal Federal) para que coloque novamente em Plenário a discussão sobre as prisões após julgamento em Segunda Instância Judicial, será um desserviço ao país. Pois deixará de defender a Democracia e sim defenderá os interesses daqueles que desejam se manter impunes e não aceitam ser julgados igual a todos. Os advogados dos grandes escritórios, que utilizam nomes de ex-ministros, ex-desembargadores, ex-juízes etc, que cobram fortunas recebidas algumas vezes com dinheiro de origem duvidosa, prometem soluções e agora sem saber qual tese processual adotará para defender seus “clientes”, partem para que o STF reabra a discussão, para tentar protelar a prisão, sabedores que há casos que podem ficar anos ou décadas, sem serem apreciados pelo STF, inclusive chegando a prescrição do crime cometido. Ora, senhores operadores do direito, o STF recentemente em 2016, decidiu que após julgamento em Segunda Instância, seja quem for, deve ser preso. Por que voltar a analisar? Será por que contam com a certeza de que convencerão algum ministro do Supremo a mudar o seu voto dado no julgamento em 2016?
Veja mais

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

0 COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.