11/05/2018

Mães

Eu pensava que mães eram infalíveis. Pensava que elas só faziam o bem, que sempre sabiam como agir. Pensava que pelo fato de amarem incondicionalmente seus filhos, todas suas ações estavam absolutamente corretas. Que mães seriam em qualquer situação, politicamente corretas, inquestionáveis. Mas isso era quando eu tinha cinco ou seis anos e minha mãe ficava no altar idealizado, construído especialmente pra ela, bem de acordo com os padrões sociais e morais da época. Quando minha idade triplicou, o desapontamento com relação às mães em geral, à minha em particular, acompanhou o aumento dos números. Mais que eu, minha mãe precisou de recursos terapêuticos nessa fase. Como isso era raro, achou ajuda nas opiniões das vizinhas, que eram felizes pois ninguém tinha um problemão como eu, em casa...
Veja mais

Dúvidas, sugestões, reclamações?

Whatsapp GCN

16.99122-0761

0 COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.