Morreu Geralda Felisberto de Carvalho

Morreu às 20 horas do dia 19, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital do Coração de Franca, a senhora Geralda Felisberto de Carvalho, aos 87 anos. Há uma semana foi internada após grave infarto. ‘Ficamos profundamente preocupados. Mamãe sempre foi uma fortaleza. Nunca ficou doente. Exames realizados diagnosticaram problema cardíaco que nunca se manifestou, e do qual ela nunca se queixou ou sofreu com’, disse a filha Isabel, a Bel. ‘Esteve o tempo todo lúcida, conversando, perguntando sobre tudo. Todos os exames sinalizavam que ela poderia ficar boa. No entanto, no dia 20, eu com ela, segurando suas mãos, foi acometida por parada cardiorrespiratória súbita, sem chance de ressuscitação. Ficamos incrédulos. Ainda não acreditamos que a perdemos’.
 
Estava viúva do senhor Sebastião Batista de Carvalho, com quem teve 49 anos de feliz união. Casaram-se em Ibiraci (MG) e trabalharam em várias propriedades rurais da região. A última, a Fazenda Cachoeirinha, de Antônio Della Torre. Tiveram 10 filhos (Maria Aparecida, casada com José Antônio Miranda; José Roberto, casado com Jandira; Maria Helena, casada com Dair Moreira; Vicente, casado com Shirley; Isabel, casada com Osvaldo Paulino; Rosângela, casada com Antônio Nascimento; Sueli, casada com Luís Roberto Motta; João Batista, casado com Marilda; Sebastião, casado com Elaine; Paulo Sérgio, casado com Eliane), 30 netos (Cláudio, Antônio Carlos, Luís Roberto, Fransérgio, Érika, Juliana, Naiara, Francélia, falecida; Michelângelo, Michele, Meiriele, Izabela. Luciana, Tatiana, Daniela, Mariana, Rodrigo, Poliana, Ana Paula, Luís Henrique, Laísa, Lorena, Laura, Chaieny, Giovana, Maria Clara, Brayan, Braitner, Letícia, Paulo Roberto), e 21 bisnetos (Tamires, Cairo, Vinícius, Maria, Ana Cecília, Eduarda, Leonardo, Felipe, Letícia, Nicolas, Felipe, Abner, Tainá, Jonatas, Maiara, Guilherme, Rafael, Heloísa, Elias, João Pedro, Ana Luísa).’
 
‘Mamãe e papai deixaram, para todos nós, lições de trabalho duro para ser alguém na vida, mas sempre disseram que deveríamos ir à escola para enfrentar a vida em igualdade de condições com os vencedores. Mamãe era um mulher brava mas amorosa, boa de coração. A gente podia contar com ela para que desse e viesse. Foi só quando papai morreu, há 19 anos, que conseguimos tirá-la da fazenda e trazê-la para morar em Franca’, disse a filha Isabel, a Bel do Flórida, dona de tradicional serviço de buffet francano.
 
Em Franca, Geralda, sempre partícipe, foi ajudar a filha, em sua empresa. ‘Ela nunca perdeu um dia de trabalho. Era como sempre foi, atenta, cuidadosa, dedicada. Repito: quem a viu trabalhar, e ela o fez com todo vigor até um dia antes do infarto que sofreu, jamais acreditaria que algum problema de saúde pudesse vencê-la’, contou, emocionada, a filha.
 
Religiosa, Geralda integrava o Apostolado do Sagrado Coração de Jesus da Catedral Sé de Nossa Senhora da Conceição. ‘Padre José Geraldo disse que mamãe era uma mulher que gostava de ‘pôr os pingos nos is’, referindo à objetividade dela. Fez a encomendação do corpo com a participação do senhor bispo, Dom Paulo Roberto Belotto, no velório São Vicente de Paulo.
 
‘Ela adorava conviver com sua grande família. Dia das Mães deste ano, comemoramos, a pedido dela, uma semana antes, para que todos pudessem estar presentes. Foi nossa última chance de paparicá-la. Ao final, pediu que repetíssemos todos os anos, sem deixar faltar ninguém. Faremos, mas será incompleta, pelo menos até o dia de reencontrá-la na graça de Deus’, concluiu a filha. 
 
Sepultamento aconteceu dia 20, 16 horas, com serviços da Funerária Nova Franca, no Cemitério Jardim das Oliveiras. 
COMENTÁRIO
COMENTE
A responsabilidade pelos comentrios exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usurios desse canal encontram-se sujeitos s condies de uso do portal de internet do GCN Comunicao e se comprometem a respeitar o

Código de Conduta On-line do GCN.

Li e concordo com o código de conduta online.
Veja obituários por data:

Maria Luisa Mori Rodrigues...

PARTICIPAO DE FALECIMENTO

A família participa com pesar o seu falecimento ocorrido em 22/07/16, o sepultamento, ocorrerá hoje dia 23/07/16, às 16 horas, no Cemitério Santo Agostinho. O velório acontece no São Vicente, sala 04. 

Fabiana Zuanazzi

CONVITE DE MISSA DE 14 ANIVERSRIO

A família convida para a missa em sua memória, que será celebrada, hoje, 23/07/2016, às 19 horas, na Catedral Nossa Senhora da Conceição. Pelo comparecimento, agradece. 
 

Selecione as datas

Data inicial
Data final