12 de abril de 2021

Nossas Letras

Zé Tambor

Afetado por um caso que abalou a cidade, especialmente a comunidade da Vila São Sebastião, o poeta Carlos de Assumpção fala do perigo de ser negro e ficar parado em algum lugar de uma sociedade ainda muito racista.

Nossas Letras 06/02/2021
Carlos de Assumpção
Especial para o GCN
Ei você aí

Zé Tambor parado

Na frente do cinema

Na frente do banco

Na frente do supermercado

Zé Tambor cuidado

A injustiça ronda

As ruas da cidade

Zé Tambor

A morte é irmã gêmea da vida

Zé Tambor

Lá vem o carro de fogo

Lá vêm os homens de olhos de fogo

Com armas de fogo nas mãos

Cuidado Zé Tambor

Cor suspeita de carvão



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001