FASCINAÇÃO

Por: José Antonio Pereira

Pensou na antiga e famosa música? Infelizmente não é sobre ela que vou falar. É sobre a fascinação do próprio umbigo. Incrível como certas pessoas, em situações comunitárias, ficam fascinadas pela rodelinha abaixo do diafragma. Não nos é exigido que giremos a cabeça trezentos e sessenta graus, como a sábia coruja. Cento e oitenta já previne problemas de coluna. E olhar para cima permite ver as estrelas.
 
 
Zelita Verzola
professora

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras