Menino maluquinho

Por: Karina Gera

Na infância eu tinha um amigo muito maluquinho, ele dizia que “ Todo lado tem seu lado, eu sou meu próprio lado, e posso viver do lado, do seu lado, que era meu”.

Como eram doces suas palavras, que além de encher a panela de idéias, também enchia minha vida de invenções. Travessura é o sobrenome deste protagonista, que sempre com rosto de menino fazia molecagens e tirava nota dez nesta matéria.

Diversão, risadas e muita traquinagem fizeram que eu guardasse as lembranças deste amigo sapeca no fundo do coração. Hoje me lembrei de seu sorriso maroto, alguns anos se passaram, mas no meu álbum de recordações ele continua um menino, e pude matar minha saudade da turma toda: Julieta, Bocão, Carol, Lúcio, Shirley Valéria, Junim, Sugiro Fernando, Herman, Nina, Maurílio, Tatiane e do paizão Ziraldo.

Descobri que o tempo não passou para este menino, e que suas histórias malucas continuam com sabor de infância e mesmo que passem muitos anos, vou continuar vê-lo com os olhos de menina maluquinha.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras