Natais

Por: Silvana Bombicino Damian

Flavinha, cinco anos e coraçãozinho acelerado. A creche toda enfeitada , arranjos coloridos e inusitados, a árvore cheia de bolas e luzes prometendo momentos de magia e sonhos inexplicáveis , mas intensamente sentidos. Papai Noel, aquele velho senhor gordo e de barbas brancas que ela não conhece bem, mas sabe que é muito generoso, lhe trará (ela não sabe bem o dia) a boneca tão querida e esperada.

No Shopping Center da cidade, Regina faz sua via crúcis de loja em loja procurando os presentes ideais para família, o humor oscilando entre satisfação e irritação conforme se depara com objetos e roupas, vendedores e preços.

No supermercado apinhado, Maria Lúcia se desvia de pessoas e carrinhos tão lotados quanto o seu, tentando lembrar-se de não esquecer nada e lamentando, com indisfarçável irritação, o fato da ceia ser em sua casa (trabalho infindo...).

Em sua bela sala, Dudu, oito anos, olha em volta desconsolado, sonhando com o dia em que sua mãe armará uma árvore de Natal. E nem precisa ser tão alta e iluminada quanto a do João não!

Na pequena cozinha de sua casa, Dona Maria José revira as gavetas do armário em busca da antiga receita de quindim, tão apreciada pelo filho querido, há tanto ausente, prestes a chegar.

No Asilo Casa de Maria, movimentado de visitantes anuais, num canto do grande sofá, franzino e encolhido, Seu Inácio olha com indiferença à sua volta, dando a tudo e a todos a exata dimensão do vazio de sua alma.

No oitavo andar do edifício da praça central da cidade, Moacir, sem acender as luzes da sala, olha pela janela o intenso movimento de carro e gente. No ano anterior Marisa ainda estava com ele...

Num pequeno intervalo de tempo de aproximadamente dois mil anos (grande só diante da brevidade humana), um casal recém casado e esperando o primogênito, sai da Galiléia, cidade de Nazaré, rumo à Belém na Judéia.É que naqueles dias, foi publicado um decreto de César Augusto ...mas isto é ( quase!) uma outra estória.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras