Flor de inverno

Por: Tânia Liporoni

Nesses dias, quando abro a janela pela manhã, sou brindada com um presente: um ipê florido que mais parece um quadro. Enquanto troco de roupas e me preparo, fico olhando aquela beleza. Não sou muito observadora para essas coisas, mas, essa árvore fica lá, na minha frente e é impossível não vê-la. De tanta insistência e indiferença a mim, ela venceu. E, é linda! Quem ganha com isso sou eu que começo os meus dias assim. Faz-me lembrar da transitoriedade das coisas, do que vai e do que vem, a vida e o seu tempo, tal como esse ipê em flores. O mais importante é que a beleza vai, mas volta.
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras