Campanário

Por: Luiz Cruz de Oliveira

143669

Quando ouvi, pela primeira vez, as badaladas vindas do campanário, eu estava apaixonado, e o mundo gargalhava na voz dos sinos.

Hoje, aqui à janela, tantos andares de altura, vejo a torre da igreja e ouço os dobres. O sino soluça lento.

Soluça badaladas de adeus.
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras