Ao mestre, com carinho

Por: Maria Rita Liporoni Toledo

É o nome de um filme de 1967, do diretor James Clavell, que tem como ator principal Sidney Poitier, no papel de um engenheiro de comunicações sem emprego que se torna professor numa escola secundária, num bairro operário de Londres. Revendo este filme, chamou-me a atenção a seriedade com que ele encarava sua função. Sem experiência, desencorajado por colegas, sem apoio do diretor, enfrenta uma classe hostil, de jovens na série final, onde muitos não conseguiam ler um texto.

Nas primeiras aulas ele tenta, sem sucesso, os métodos tradicionais. Quando perde totalmente o controle, sente-se muito desconfortável. Após pensar em qual seria a melhor forma de se comunicar com os alunos, resolve colocar ordem na classe, ensinar boas maneiras, relacionar os conteúdos com o mundo exterior. Em breve,eles estariam entrando no mercado de trabalho e se encontravam totalmente despreparados. Convida os alunos para discutirem assuntos de seu interesse e da realidade em que viviam. Sente que precisava tocar a alma dos alunos. Estes, aos poucos, vão aceitando o novo método, passando a admirar o professor e sentir por ele uma grande afeição. O gosto pela cultura é incentivado e eles fazem um passeio a um museu com ótimos resultados.

Muitas dificuldades tiveram que ser vencidas pelo professor Mark Thackeray, inclusive de conotação racista, pois era negro, nascido na Guiana Inglesa. O compromisso com o êxito e o seu desempenho diante da tarefa eram preocupações constantes na mente deste professor que agiu com amor e só poderia receber o carinho daqueles jovens que renasceram para a vida. A canção tema, To Sir, With Love entoada na festa de formatura por uma aluna, mostrou o reconhecimento da classe pelo seu trabalho.

No Brasil comemoramos no dia 15 de outubro o Dia do Professor. Aos colegas aposentados e aos que estão em atividade, um abraço por este dia. E em especial aos professores de Belém do Pará, que ensinaram todos aqueles brasileiros que foram ao estádio a cantar o Hino Nacional, com tanto entusiasmo, na abertura do jogo entre as seleções do Brasil e Argentina, no último dia 26.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras