Risadinhas e soluços

Por: Karina Gera

Cada gole desce macio, ao som de uma boa música e contos alegres na presença dos mais chegados. Os sons se misturam, mas o que mais me agrada é o encontro de taças de champanhe, um barulhinho que me lembra sininho de conto de fadas. As bolinhas do champanhe me deixam feliz, coçam o nariz e me arrancam risadinhas consecutivas. Mais uma taça para brindar. Cada brinde possui um ritual: risadinha, sininho, gole e mais risadinha. Cada brinde é especial e parece com algo tipo pedir três desejos ao gênio da Lâmpada. É ano novo, todos querem desejar, prometer e pedir coisas novas. Ano novo tem tanta coisa para brindar que perdi a conta das taças. Brindei! Depois de alguns brindes descobri um novo barulho, depois da risadinha, vem logo um soluço. Um brinde: feliz ano no (hic) vo!

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras