As Mulheres da Minha Vida

Por: Janaina Leão

Doze de maio, ela acorda as seis da manhã sentindo as dores...toma seu banho e imagina como será sua filha, prestes a nascer.

Feliz, recorda dos nove meses que passou me carregando em seu ventre e emocionada chora olhando a barriga enorme.

Vai se chamar Janaína: pensou. Vovó escolheu por causa de Leila Diniz, e Maria para que Nossa Senhora me guardasse sempre. Yemanjá...

Hoje , estou longe mas lembro bem de toda minha infância que maravilhosa! Houve muito amor, “puxa” do Magazine Luíza e Monteiro Lobato , quanta alegria.

Mamãe então diz calmamente a Papai :

— É chegada a hora de nossa menina vir ao mundo! Fizeram uma prece e foram me parir.

Vim ao mundo encantada... nascida de “mulheres” encantadas. Saudades de Dona Odette... minha avó.

Creio que o primeiro rosto que vi foi o dela minha mãe meu primeiro amor... é esse rosto que eu levarei para sempre.

E bem no dia das mães eu dei um motivo para que ela comemorasse duas vezes.

Te amo, minha mãe...você é meu Norte. Assim como seu nome: Cesarina você é rara. Preciosa para mim. Obrigada por desejar que eu viesse ao mundo, obrigada por me educar, obrigada por tanto amor... “ Anjinho da minha guarda, minha doce companhia, não me abandones nunca, nem de noite e nem de dia.”

Feliz dia das Mães!

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras