Curiosidade

Por: Luiz Cruz de Oliveira

–Por que eu nunca me debruço sobre a encruzilhada e sua bagagem de incertezas?

- Porque o tempo urge, e não me posso deter nas esquinas.

Não veem quantos caminhos encantados tenho de palmilhar?

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras