As escadas do Barão

Por: Zelita Verzola

Elas sustentam a subida de muitas gerações. De madeira, sóbrias, imponentes e humildes ao mesmo tempo, lá permanecem. ‘Quantos sonhos, anseios, alegrias e tristezas estão impressos em seus degraus’, matuta o Barão, do retrato envelhecido, na parede. As lembranças me levam aos primeiros anos escolares e um caleidoscópio de emoções quase me faz esquecer porque fui ao Barão. Votar é preciso. As escadas concordam.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras