Piedra

Por: Débora Menegoti

Olhos de gato
Cheiro do mato
Cachoeiras...
Margens e beiras
Cantinho onde moro
Morro de onde rola
Pedrinhas azuis
Piscina, sina, imã...
São sinais
Algo mais
Nos olhos de gato
E suas Patitas
Nossas infinitas
Remetem lembranças
Passado ancestral
Tantas andanças
Somos um ainda, afinal
Com sangue africano
Correndo colorido
Retiro um peso doído
De tantos enganos
Piedrinha, tesouro
Não mais eterna
Que o Amor revela
O nosso mais duradouro

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras