Rapto

Por: Shirley Machado de Oliveira

A menina caminha
Vestida de poá

Saltos de som e pose,
Crê num mundo melhor de onde está

Aos tropeços e desajeitos,
Encontra um novo ritmo

Vê-se bela, refletida
E gargalha com sua dor

Já não enxerga sua elegância descalça.
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras