Azul

Por: Shirley Machado de Oliveira

Se Deus mora
Acho que é ali
Onde os passarinhos contam prosa
As primaveras choram cor-de-rosa
O tempo não se desenha no relógio

Naquela fração do espaço
Errante rodando em seu próprio passo
A divindade derrama das frutas...
Invade o almoço e as vontades...

Ah, se Deus sorri,
Eu acho que já o vi,
No verde louvando a chuva,
Nas geleias de segredo e uva,
Nas árvores cochichando sombra

É bicho, é fumaça.
Cheiro da candeia que não passa

É fruto, é pão
Personagens e invenção

E se Deus voa
Eu sei como é
Uma leveza de se não ver o pé
Que uns chamam loucura e outros fé

Onde vemos de cima as copas e os erros
E tudo vai ficando tão pequeno
Que toda essência da vida
Parece caber numa tarde de domingo
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras