Hoje

Por: Shirley Machado de Oliveira

Hoje é o dia de ver as árvores
Não que elas só apareçam aos domingos
Mas nos outros dias estou tão presa
Num infinito vazio de coisas e números
Que passo por elas
Elas passam por mim
E nos ignoramos

Mas hoje é o dia de ver as árvores
De pegar as crianças
Levá-las pro mato
E fazer piquenique
Porque hoje o céu é azul
E os bichos cantam
E as flores têm cheiro

Hoje é o dia de ver as árvores
Se todo dia fosse domingo
Não haveria desmatamento

Domingo é o dia de ver...
Só que todos dormem.

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras