Ainda é Natal

Por: Heloísa Bittar Gimenes

“O tempo certo é aquele em que as coisas acontecem.”
Luiz Gasparetto


Já chegou dezembro! E o ano foi e está sendo engolido novamente pelos nossos afazeres, pelos nossos sonhos, pelas nossas mágoas e medos. Seguindo, logo chegarão as datas comemorativas que anunciam a paz, a solidariedade, a comunhão e várias promessas de um futuro melhor. E chegará 2014! O mundo continuará esquisito para aqueles que procuram uma lógica e dispensam a fé. Sim, pois, uns choram enquanto outros riem; uns nascem e outros morrem, e vários outros contrastes que nem sempre explicamos.

Penso ser importante lutar, sorrir e sofrer pelas coisas do presente e do futuro. Podemos ficar aprisionados buscando parada no passado. Talvez este seja o primeiro princípio da fé: acreditar naquilo que ainda está por vir; acho que Deus é de hoje e de amanhã, mesmo sendo Eterno.

Escolher viver é levar a vida em frente. É ter esperança naquilo que ainda está por vir. É contar com amigos, é viver a família, é abrir espaço para os sonhos e alegrias. Sim, é ter atos de coragem diariamente!

Estamos quase findando o ano e mesmo com tantas vírgulas, ponto e vírgulas, reticências e travessão, a história não parou. As marcas trazidas pela vida são e serão inevitáveis; dádiva do vivente! E lá vamos nós....

E lá vamos nós alinhavarmos o que ficou de 2013. Para quem tem “Estrela no céu” as datas comemorativas são ingratas, pois escancaram a saudade e fazem doer as lembranças. E dói. Aí entra a história do Natal, de Jesus e Maria, que é um testemunho de fé, de aceitação, de devoção. História essa que precisou ser humana, para ser real . Então, que venha o Natal e com ele a saudade, mas que sejamos presenteados com uma chuva de bálsamos do céu sobre nossas chagas; que possamos acreditar que o mundo é realmente muito maior que este; que o amor compensa e que o prometido ainda estar por vir! Enfim, que 2014 tenhamos motivos suficientes que nos façam levantar da cama e caminhar pela vida!

Heloísa Bittar Gimenes, psicóloga

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras