Bebê

Por: Débora Menegoti

Acredito mesmo que sou mulher, agora.
Tamanha força faço para a parir os dias.
Quando teimo em negar minha paz
Pois há trabalho antes e após
Faço de conta que sou bruta
Dou um pulo e digo que vou
Vivo assim intercalando
Felicidade e dor
Deus não castiga quem se corrompeu
 
Débora  Menegoti, universitária

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras