Boas Notícias

Por: José Borges da Silva

O Ministro do Planejamento disse que os combustíveis devem baixar de preço! Não é uma ótima notícia? É pena que tudo na vida seja relativo. Tudo depende do ponto de vista. Pra se ter uma ideia, certa vez um jovem chegou em casa e avisou: “pai, uma boa notícia: morreu um senhor lá do bairro das goiabeiras. O filho dele vem falar com você...” Era o filho de um agente funerário que abrira estabelecimento em uma pequena cidade da região, avisando ao pai que o primeiro cliente estava a caminho. Enfim, a nota de que os combustíveis vão baixar de preço é relativa, claro. A baixa é do ponto de vista do Ministro. Até porque tudo em política costuma ter um significado diferente. No caso dos combustíveis, pode perfeitamente significar para os consumidores um bom aumento... Aliás, o mesmo Ministro afirmou recentemente que a compra da refinaria de Pasadena pela Petrobrás por 1,3 bilhões de dólares foi bom negócio, embora saibamos que a tal empresa não valia mais do que um quarto disso. Outra notícia de morte que pode ser considerada boa é aquela de que a Comissão da Verdade concluiu que Juscelino Kubistchek morreu de acidente automobilístico. Não porque JK tenha morrido, mas porque havia a suspeita de que fora assassinado pela ditadura militar. Logo, do ponto de vista dos militares antigos que andam por aí... Até porque, segundo uma fonte que não revelo (a Constituição me garante sigilo da fonte de informação, a liberdade de expressão, etc, etc...) havia certa ala da Comissão que pretendia investigar todas as mortes não naturais desde 1964. Diz a fonte de que me valho que essas mortes só não foram investigadas porque o Presidente da Comissão da Verdade, ao ouvir a proposta, fez aquela cara de pouquíssimos amigos que ele faz quando concede entrevista para a televisão, o que foi bastante para que o autor da ideia desistisse dela imediatamente... Ainda outra boa notícia: o STF, por decisão da Ministra Rosa Weber, decidiu que o Senado deve instalar imediatamente uma CPI exclusiva para investigar a Petrobrás. É claro que pode instalar CPIs para os outros rolos também. Nesse caso, está claro que muita, mas muita gente mesmo, não acha essa uma boa notícia...

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras