Francanês

Por: Cristiane Ávila Paulo

Alô.
 
- Quem tá falano?
 
- Como assim? Com quem quer falar?
 
- Ah fio, é cocê mesmo. Aqui é o José. Vãprucinema?
 
- Fala mais devagar, cara. Que mania de juntar as palavras.
 
- Então fio, vai comigo ou não vai? Depois vou apreçar uns CDs lá na cidade.
 
- Mas você já não está na cidade? Mora na roça, por acaso? Vai botar uns CDs pra correr? Corre CD, corre...
 
- Claro que não, ô da Capital. Vou olhar os preços de uns CDs lá no centro. Não entende nada, mesmo.
 
- Agora sim... Posso ir com você.
 
- Legal. Mas por favor, nada de vestir aquela sua camisa escalafobética!
 
- Escala o que?
 
- Escalafobética. Pode olhar no dicionário.  Esquisita, como a maioria de suas roupas.
 
- Tá bom, vou fingir que acredito.
 
- Mudando de assunto, encontrei a Tina na Igreja. Não sei o que ela tava cheirando lá.
 
- Que horror! Com tanto lugar pra cheirar, a menina vai escolher a Igreja?
 
- Que isso, fio! Nada a ver... Não sei o que ela estava fazendo lá.
 
- Essa linguagem que só francano entende...  
 
- Olha só, eu queria que você levasse um pedaço daquela torta que a Luiza te deu.
 
- Nem pensar!
 
- Larga de ser ridico, fio. Quê que custa dividir comigo? 
 
- Ridico? Me poupe, o que é isso? Traduz de uma vez...
 
- Ah fio, vai ler o dicionário. Quer dizer avaro, sovina... Como você!
 
-  Hã?
 
- É sim, sempre come tudo sozinho, por isso é bastante socadim.
 
- Socadim?
 
- Diminutivo de socado... Gordo e baixo, atarracado.
 
- Mas até pra ofender você usa o francanês?!
 
- Bora então. Vãprucinema, apreço os CDs e depois a gente come um bolota.
 
- Come o quê?
 
- Bolota, fio. Sanduíche, X-burguer, X-tudo. Tem um lá perducorgo.
 
- Perducorgo? Que palavrão é esse?
 
- Perto do córrego, fii. Do lado do postim. Vai tirar cera desse ouvido.
 
- Ok. Vamos parar com essa conversa, porque processar o que você fala demanda muita energia.
 
- Larga de frescura, fio. Só porque é da Capital, fica me desdenhando...
 
- Desdenhando nada, vou criar é um dicionário de francanês.
 
- Ai ai... O povo, desse jeito, não tem condição... Quantazora?
 
- Quantas horas? Na minha terra se pergunta que horas são. Cinco e meia.
 
- Te encontro no cinema então. Até

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras