65 anos de casamento

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

261633
65 anos de casamento: completariam neste setembro Bodas de Pérola Negra. Casal memorável: dona Branca (Maria Cintra Nunes Rocha) e seu Pedrinho (Pedro Nunes Rocha), professores de muitas gerações no Instituto de Educação Torquato Caleiro, em Franca. Ele lecionava Matemática; ela, História. Moravam a um quarteirão da escola, numa casa de esquina que, tantos anos depois, parece ter impressa a imagem dela debruçada na mureta do alpendre: era ali, junto com os filhos, que aguardava o marido.  Ele caminhava lenta e pausadamente:  ou para vir de casa à escola, ou regressar ao lar, depois das aulas. Tiveram muitos filhos: Maria Cristina, Roberto, Reinaldo, Maria Sílvia, Pedro e Paulo. Não me lembro de tê-lo visto alguma vez sem terno: professores davam aulas paramentados, mesmo no curso primário. Não me lembro dela senão com bata de gravidez e sapatos sem saltos.  Levantávamos quando entravam na sala de aula; fazíamos silêncio quando passavam. E escola, naquele tempo, era templo sagrado. (A foto pertence a Elison Fernandes. Encaminhada ao Valdes Rodrigues como contribuição à sua prestigiada coluna dos domingos, supliquei que ele me transferisse a honra de publicá-la, porque devo aos dois o despertar da paixão por História e Matemática.)  .
 
(Lúcia H. M. Brigagão)

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras