A chama da vida

Por: José Borges da Silva

A ciência avança a passos largos e a medicina a cada dia nos oferece boas expectativas. O DNA de cada espécie vai sendo mapeado e as modificações genéticas já são usadas até para combater epidemias. Vide o caso da dengue, em que já há uma indústria de mosquitos aedes aegypti modificados, que morrem antes de chegar à fase adulta. Isso pode levar à extinção daquela espécie. Há cientistas afirmando que em breve teremos um parque dos dinossauros de verdade, com a ressurreição de monstros do período jurássico. É verdade que já houve experimentos em que cientistas procuraram reunir elementos químicos que acreditavam existir na Terra quando surgiu a vida. Submeteram esse “caldo primordial” a raios e trovoadas em laboratório, mas a chispa não pegou. De modo que, por ora, o máximo que podemos esperar é um lagarto dos atuais, crescido por força de alterações genéticas e até com algumas características dos dinossauros, mas naturalmente de pedigree duvidoso. Esperamos que pelo menos seja pensada alguma forma de controle desses monstros, para que não ocorram trapalhadas como as do Jurassic Park, do Steven Spielberg. Parece brincadeira, mas a coisa é séria, porque no geral não se vê cuidado algum com as modificações genéticas que vêm sendo feitas. No Brasil, a obrigação de constar do rótulo dos produtos transgênicos a informações dessa origem, quando foram liberados ao mercado, caiu no esquecimento. Enfim, quanto ao dinossauro moderno e as mutações que estão na moda, para o meio ambiente podem representar um desastre. Só falta que esse bando de malucos introduza predadores gigantes no nosso meio sem qualquer controle. De meu lado, acho que estamos bagunçando a criação perigosamente, mas não acredito muito que possamos criar coisas novas enquanto estivermos no nível atual (individualista) de consciência. Na verdade, ainda não temos nem pistas de como acender a chama da vida. E há novas e velhas teorias tentando provar que a vida teve origem fora da Terra. E ainda a mais nova de todas, que vem sendo evidenciada pela Física Quântica, de que ela pode ter origem fora do plano de existência que conhecemos...
 
 
José Borges da Silva , procurador do Estado e membro da Academia Francana de Letras
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras