Desesperadamente

Por: Heloísa Bittar Gimenes

Sigo desesperadamente o sorriso,
pois é ele que relativiza minha história.
Sigo desesperadamente a alegria,
pois é ela que me traz a leveza.
Sigo desesperadamente a esperança,
pois é ela que me faz alcançar as estrelas.
Sigo desesperadamente a Fé,
pois é ela que me faz seguir em frente.
Sigo desesperadamente a vida,
pois  é ainda a melhor opção.
Desesperadamente me vejo em desespero,
pois sei que não há certezas...
E diariamente a cama se encontra obsessivamente arrumada
nessas idas e vindas,
Desesperadamente blindei o que não suportei,
guardei as fotos e os fatos, deixei apenas na memória.
Aceitei o que não respondi.
ainda assim, apesar dos pesares,
desesperadamente procuro caminhos, novos lugares.
Outras emoções. 
E nesse emaranhado todo,
“calmamente” ainda  me encontro em mim.   
 
 
Heloísa Bittar Gimenes, psicóloga

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras