60 anos

Por: Álvaro Alves de Faria

Só fui ser poeta aos 60 anos
quando  já não sabia viver
como se fosse preciso viver
para ser poeta.
 
Então descobri o mar
mas era tarde (...)
É possível ver melhor agora
o fim das coisas
que também antes terminavam
mas eu não via.
 
 
Álvaro Alves de Faria, in Flautista
 
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras