Feliz ano novo ou feliz novo ano

Por: Erik Penna

Sábio é o homem que inventou o calendário, algo fantástico. Hoje, nós sabemos que se passaram milhares de anos até que se chegasse à invenção do ano, do mês, da semana, do dia, da hora, do minuto e do segundo, tal como é usado hoje.
 
Já reparou que, no final do ano, é comum encontrar pessoas esgotadas, cansadas da vida e sentindo o peso de um ano inteiro nas costas? É corriqueiro, no dia 31 de dezembro, ver pessoas reclamando da vida. E o calendário é mágico, pois também é comum encontrar no dia seguinte diversas dessas pessoas felizes, animadas, cheias de sonhos, energia e disposição para o ano que começa. Foi só virar a folhinha do calendário e começar um novo ano para termos a oportunidade de fazer de novo, diferente e concluir projetos que não saíram do papel no ano anterior.
 
Se, durante o ano que passou algum sonho não se concretizou, se você sofreu perdas ou derrotas, procure encará-las como as podas das árvores, que sofrem ao serem cortadas, mas que fazem disso um impulso que as faz crescer ainda mais belas, fortes e resistentes.
 
Ao iniciar um ano novo, temos uma nova chance. Mais do que apenas começar um novo ano, tente fazer deste um ano novo, com novas perspectivas. Planeje-se, aprimore-se e tenha mais iniciativa, mas não se esqueça da “acabativa”, pois começar é fácil, mas o importante mesmo é terminar com assertividade. Determine-se a vencer e, para isso, lembre-se que será fundamental a sua nova atitude.
 
Inicie a partir de agora um novo ano, dê a partida para uma grande virada, não deixe para amanhã, faça o que precisa ser feito imediatamente. Prepare-se para tempos de esforços e dificuldades, mas também de vitórias, conquistas, realizações, ricas bênçãos e muita prosperidade.
 
Feliz ano novo, ou melhor, um feliz novo ano, que começa a partir de agora em sua vida. Um 2015 brilhante e realizador para você!
 
 
Erik Penna, autor dos livros A Divertida Arte de Vender e Motivação Nota 10 
 
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras