Encontros

Por: Janaina Leão

Meu amigo Paulo: troca de afetos é curativo!
 
Estávamos numa recepção da vida aguardando fichas de inscrições para o que eu chamo de: exercitar a expressão do bem, a que eleva de alguma forma, mesmo que causando impacto- choque/Arte.
 
Quando Paulo disse algo, dentro daquele papo amistoso filosófico – sobre a second life -
 
- Jana, nós que somos de outra geração não podemos nos permitir essa escravidão! Quando completei;
 
- Pois é meu amigo, eu nem carrego celular. Deixo o wifi desligado das 22 as 9h da manhã. E olhe, você pode rir mas na minha casa minha tv era preto e branco quando era criança!! Celular pra mim era coisa do filme do James Bond!! Não me adapto nem sei o que é TMBLR!!! Mas sinceramente; acho que tô bem viu, qualquer tipo de dependência me assusta.
 
(Risos)
 
Outro assunto: Jana olhe ali o Abdias do Nascimento, o cara foi: ativista, artista plástico , poeta, teatrólogo, pintor ....e segue uma grande lista – tá vendo artista é assim: livre.
 
Concordo e filosofamos mais um pouco sobre a arte, assunto delicioso para quem respira isso. Quando tivemos que sair para a lida diária.
 
- Que bom ver você por aqui Paulo – nos abraçamos e não fizemos selfie. Como é bom registrar somente na memória – geralmente acompanha um vínculo muito saudável de quem diz: eu estou aqui realmente com você, não precisamos de provas! (risos)
 
Ao sair Paulo pergunta:
 
- Jana e os textos no jornal?
 
- Ta aí amigo: destravei!
 
A vida se move por afetos entusiasmados quando partilhados ao vivo, sem tela de silício ... só telas a tinta a óleo, música,  fotografias, esculturas e uma boa conversa ao vivo! É o que me move.
 
 
Janaina Leão, psicóloga
 

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras