A Quarta feira de Cinzas

Por: Lúcia Helena Maniglia Brigagão

278689
Primeiro dia da Quaresma no calendário cristão ocidental. Ocorre quarenta dias antes da Páscoa, data da qual depende seu posicionamento no calendário: pode cair tanto nos primeiros dias de fevereiro, quanto na segunda semana de março, sempre marca o fim do Carnaval.  As cinzas que os católicos recebem na missa, e com que  os padres cingem suas testas, são como bênçãos e têm a função de fazê-lo refletir sobre a passageira, transitória e efêmera vida humana e a constante possibilidade de seu fim. Levava-se a Quaresma muito a sério. Eram dias marcados pelo rigor das proibições: não se comia carne; não se dançava; não se fazia festas nem de aniversário infantil; mulheres que tivessem Maria no nome não penteavam os cabelos nas sextas-feiras da Quaresma. Casais abstinham-se na vida conjugal. Mulheres religiosas iam todos os dias à missa e usavam roupas escuras. Ninguém pecava. Toda  energia, alegria e vitalidade eram armazenadas para  o Sábado de Aleluia quando, depois de malhar o Judas, o riso, a alegria, a descontração, a música, a farra voltavam entre os cidadãos. À noite, no Baile da Aleluia, voltava-se a pecar.           
 
 
(Lúcia H. M. Brigagão)

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras