Dou-me a ti

Por: Ronaldo Silva

Para te oferecer,
Não tenho muita coisa.
Na realidade, nada 
além de mim mesmo.
 
Ocorre que
pessoas já me acharam
pouco demais.
 
Outras, ainda,
Enxergaram-me muito grande 
Para caber nas suas vidas.
 
De modo que deixo-te
livre para avaliar
o tamanho que terei
na tua vida.
 
Peço-te, porém,
O máximo de justiça 
Na avaliação.
Posto que, para mim,
Já és infinitamente grande.
 
 
Ronaldo Silva, vendedor,  universitário

Envie seu texto
e faça parte do Nossas Letras